quinta-feira, 27 de agosto de 2009

De regresso... ah e acerca do ultimo post...

Olá!
Andei desaparecida durante várias semanas. Mas nas ultimas semanas ponderei acabar com o blog.
Porquê? Porque, mais uma vez, voltei a cair nas teias da compulsão. Foi só haver mais umas alterações na minha vida, mais uns stresses e o refugio foi... a comida.
Novidades? Algumas... Uma delas é que voltei a engordar imenso. Penso que ultrapassei os 110Kg. Se não ultrapassei, estou lá perto. E confesso que está a custar subir para uma balança. Mas a cabeça está distraida com mil e quinhentas coisas que tenho que fazer.
Como o lema é não desistir, proponho-me a nas próximas semanas arranjar uma estratégia decente para o meu caso. Uma delas passará com certeza por voltar às consultas com o psicólogo. Quero aprender de uma vez por todas a gerir as minhas emoções e esta ansiedade que me vai consumindo. Já deu para ver que sózinha não estou a conseguir, por isso há que analisar e ver o que se passa!

Os videos que coloquei no ultimo post ...

(isto não se refere a todas as pessoas que querem perder peso. Ainda bem! Existem várias causas para o excesso de peso e cabe a cada um identificá-las e resolver. Se não se identificarem com isto, óptimo! Mas se se identificarem, reflitam... o objectivo é esse!!!)

No segundo video, sobre "Emotional eating", a Sra (que andou a informar-se e a ler estudos relacionados com "coping"- não sei se existe uma expressão portuguesa para isto), refere que:

Algo acontece.
Perguntamos a nós próprios: é uma ameaça?
Se a resposta for NÃO, tudo ok!
Mas... se a resposta for SIM, a pergunta seguinte é: Posso resolver isto?
Se a resposta for SIM, (task oriented coping) trabalhamos para resolver o problema.
Se a resposta for NÃO, (emotional oriented coping), entupimo-nos de comida. (isto devido à ligação emocional com a comida, desde muito cedo, como explicado no primeiro video) - Claro que isto não se aplica a toda a gente! Comer é uma forma de emotional oriented coping. Existem outras formas!
Mas o mais interessante é que se pensar no problema, chega-se à conclusão que se consegue resolver os problemas. (Faltarão aqui boas doses de autoconfiança?)
Quanto mais frequentemente alguém consegue dizer que SIM, consegue resolver algum problema, mais frequentemente chega à conclusão que os eventos deixam de ser um factor de stress. A confiança aumenta.
Porém o contrário acontece com quem faz emotional oriented coping, pois com mais frequência sentem-se incapazes de resolver problemas e muitos eventos passam a ser factores de stress, ameaçadores.

Ela dá o exemplo das dietas: Ganhei peso. É uma ameaça? SIM. Posso resolver? SIM, mas depois não dá certo e passa a NÃO (porque algo está a falhar)... e aí volta-se a comer emocionalmente.

Ou seja, básicamente, a pessoa acha-se incapaz de resolver problemas e refugia-se na comida porque lhe trás algum conforto. Mas o problema inicial não foi resolvido. E quanto mais faz isso, mais certas situações vão-lhe parecer um problema! (Isto porque algo só é considerado um problema ou um factor de stress, dependendo da maneira como o percepcionamos)

Por vezes esses factores de stress são coisas pequenas, que achamos que não conseguimos resolver. Mas se nos empenharmos, sabemos que conseguimos resolver. A Sra no video dá o seu exemplo. E o exemplo, à luz de algumas pessoas, pode parecer ridículo, mas não é! E são estes pequenos factores de stress que por vezes não se identifica, mas que nos levam à porta do frigorífico!
O exemplo que ela dá é : O chuveiro dela! O chuveiro estava estragado e depois de o terem mandado arranjar, estragou-se de novo. O jacto de água não era directo e caía frequentemente. Meses depois, pensou... esperem... eu consigo resolver isto... e mudou-o. E a Sra teve um sentimento enorme de felicidade por ter resolvido o problema. Foi competente, resolveu-o. Deixou de ser um factor de stress.

Comer quando não se tem fome é automático. Deve-se parar, analisar e resolver o que se está a passar, pensando nas possiveis alternativas. (Muitas das vezes os nossos medos impedem-nos de tentar resolver algo, não é? - Achamos que não somos capazes e pronto! Outras vezes nem percepcionamos algo como o "tal problema" que nos leva a atacar o armário da cozinha, não é?)

O exemplo que ela dá, pode parecer um pouco ridiculo aos olhos de alguns, mas certas situações que consideramos ameaça e factor de stress, não o são para outras pessoas. Coisas como ir aos correios, conduzir, ir às compras, viajar de avião, ir ao banco resolver um assunto, limpar a casa, ter de passear o cão, etc. são factores de stress e situações de ameaça para umas pessoas e não para outras. Por muito parvo que possa parecer para alguns!

Quantas vezes não comemos por comer, sem saber porquê! Porque há algo cá dentro que nos perturba e nem sabemos o porquê! Mas é verdade, coisas que podem parecer pequenas como um chuveiro estragado, que nos arruina o banho todos os dias, pode ser um factor desencadeante para se comer emocionalmente e nem termos consciência disso!

Por hoje é tudo...
Tenham uma óptima semana, e BOAS FÉRIAS ANABELA!

20 comentários:

Catarina Vitória disse...

Ois=)

Acima de tudo não desanimes por ter ganho peso. Com calma, tudo vai ao lugar. E já sabes que se precisares de apoio eu vou estar sempre aqui;)

Beijinhos e força

Anabela disse...

OLha Maria Diana!!!!!!!
Estás proibida seuer de pensar em desistir, em apagar o blog etc etc,..não é desistindo...o segredo está em persistir e insistir nem k seja à chapada!
As consultas com o psicologia só podem ajudar!
Já fiz e tenho imensa pena de não conseguir manter essa despesa no meu orçamento, porke seria bem mais fácil entender os meus nós na cabeça e passar por cima de algumas fases de ansiedade e interrogações k tb tenho...
Penso k há outra coisa , um pouco de falta de confiança em nós mesmas o k tb nos empurra pra essas compulsões...
Dianninha, embora tivesses andado para trás, não desistas!
nenhum caminho é perfeito...há pedras e pedregulhos. Tens k levantar e embora em ekilibrido desekilibrado, caminhar sob essas pedras e andar em frente!
Não desisti de ti e apesar deste tombo, continuo a acreditar em ti e sei k tu és capaz!
Toda a minha força e carinho para ti!
Mil bjs de carinho e mta amizade.

Não desistas!!

Gigi disse...

Olá, Dianna!
Por favor: que não te passe pela cabeça desistires do teu blogue! Se não for por ti, não desistas pelos outros. Foi por causa do teu “Um novo começo” que resolvi criar também um. A intenção era conhecer outras pessoas que estivessem na mesma luta. Só tu enviaste comentários. Foi muito bom lê-los, na altura. Agora encaro-o como um diário. Um diário onde não escrevi durante 7 meses. Mas ainda lá estava no mesmo sítio, quando o reencontrei. E claro, vim logo ver o teu. Se tivesses desistido sei lá eu se teria recomeçado a escrever...
Um beijo amigo.
Gigi
P.S. Consegues REALMENTE imaginares-te com 63 kilos? Eu gostava de chegar aos 70, mas só me consigo imaginar com 75 (e mesmo assim com muito custo). Daí a minha meta serem os 75.

Anabela disse...

Só para lembrar k ando por aki!
ANDO eeeeeeeeeeeeee.....ANDAREI!!!
Bjs de carinho

curtaselongas disse...

Olá Dianna,

se queres saber, apenas por curisidade, também me chamo Diana, mas não tenho mais do que um "n".

E também tenho um blogue. Mas só muito mais nova do que tu :P

Queria apenas saber se me deixas colocar um link do teu blogue no meu.

Obrigada.

**Má** disse...

O importante como já sabemos... é não desistir!!! Força aó q vc vai sair logo dos 3 digitos!!! Bjinhos

Anabela disse...

CONTINUO AQUI E CONTINUAREI!!

Anabela disse...

POis...é isso...ainda estou aqui e estarei

Anabela disse...

Ah pois é.....I'm HERE!

Anabela disse...

Stilllllllllll hereeeeeeeeeeeeeeeeee

Anabela disse...

OH DIANNAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!

Da gordura à formosura disse...

E quem é que não cai nas teias da compulsão?
Ânimo (faz o que eu digo, não faças o que eu faço).
Beijinhos.

Anabela disse...

Presente

Anabela disse...

Diana, ontem fui a um psiquiatra aki em Lisboa e foi uma das melhores decisões que tomei na minha vida!!!!!
Volta amiga
Bjssss

Gigi disse...

Dianna,
também continuo à tua espera. Quando escrevo no meu blogue vou sempre ao teu.
**
Gigi

Anabela disse...

Cá estou !

Anabela disse...

Acho que não deves apagar o blog.
tem aqui coisas muito positivas, informação e vitórias.
Estou contigo
Bjs de carinho

Anabela disse...

Gostava de saber de ti....

Laura disse...

Oi adorei o teu log, comecei o meu hoje... tbm quero mto emagrecer e achei tão legal, assim podemos dividir essa difícil tarefa que é emagrecer, as pessoas não imaginam o quanto é duro!!!

bjinhooo

Cris =) disse...

Tenta a dieta 10. Eu já tive na tua situação e sei o que é ter problemas emocionais... foi quando mais me agarrei à dieta, em alguma coisa ia ser bem sucedida!

Beijos